MÃES NARCISISTAS: VOCÊ SABE O QUE É TERCEIRIZAÇÃO?

A terceirização é uma forma de abuso sutil e de dinâmica perversa e narcisista cujas consequências podem persistir por toda uma vida e pesarem um preço bastante alto. Costuma ser comum e frequente no relacionamento com uma mãe narcisista e, muitas vezes, passar completamente despercebida – às vezes até mesmo camuflado debaixo de uma roupagem de uma relação amigável, de parceria e proximidade.

Vamos entender do que se trata?

A terceirização ocorre quando uma mãe narcisista perversa faz uso de uma filha ou filho para um determinado propósito, geralmente assumindo o lugar desta – daí o nome, ou seja, terceiriza-se uma tarefa, opinião ou comportamento.

Assim, uma mãe narcisista pode, por exemplo, usar sua filha para seguir e espionar o pai, colocando sobre esta o peso do relacionamento conjugal dos pais; ou então convocá-la para mexer no celular do mesmo; ou fazer com que esta seja mensageira de uma opinião que, na verdade, não é dela. Esta, possivelmente, é a forma mais clara deste tipo de abuso perverso e narcisista.

A terceirização pode ser muito mais sutil como forma de abuso. Usar os filhos como desculpa ou como uma espécie de escudo para não precisar dizer não, por exemplo, pode ser uma estratégia perfeita para conservar a própria imagem – aos custos da dos filhos. Geralmente a desculpa gira em torno do gosto ou da fragilidade dos mesmos, depositando, de modo abusivo e culpabilizante, a responsabilidade de uma decisão que deveria ser de um adulto ou pelo menos própria para estes.

Manipular ou incitar determinado comportamento ou opinião que não deseja se expor, mas que se busca expressar, é outra forma deste tipo de abuso.

A mais sutil delas, porém, pode fazer uso da filha ou filho como uma espécie de confidente. Neste caso, a mãe narcisista busca, é claro, completa concordância com o que diz, tornando sua filha ou filho uma espécie de cúmplice das maledicências a respeito de alguém – que pode ser um ente querido ou um amigo. A culpa por escutar e não fazer nada (na verdade, não poder fazer), pode ser avassaladora! A roupagem pode ser a de uma relação de amizade e confidência com a mãe.

A terceirização é um tipo de abuso perverso porque nele se faz uso do outro, no caso, uma filha ou filho. É narcisista porque o que é projetado – e ao mesmo tempo poupado – é a própria imagem. 

As consequências podem ser gravíssimas. É comum que se instale, nesse tipo de abuso, um sentimento de culpa muito profundo. O filho ou filha sente-se, de modo mais ou menos inconsciente, como se realmente tivesse se tornado cúmplice. Ou pior: perdido no jogo de imagens misturadas do abuso narcisista, pode até mesmo se sentir como o único responsável!

Como forma de reagir, pode desenvolver um comportamento voltado à reparação: precisa sempre ajudar os outros, pois sente uma espécie de dívida sem fim (culpa inconsciente).

O enraizamento dessa culpa pode afetar profundamente a autoestima e, em casos mais extremos, até mesmo levar ao suicídio.

Como se trata de um comportamento extremamente invasivo no sentido de tomar da filha ou do filho a liberdade da auto expressão, também pode causar danos severos à constituição de uma identidade própria que, misturada à do outro, pode não vir a se desenvolver como autônomo. Aqui, estamos no campo da dependência afetiva.

Como visto, a terceirização é um tipo de abuso perverso e narcisista muito comum por parte de uma mãe narcisista. Poder dar nome a ele, em alguns casos, pode ser como finalmente separar os pesos e as responsabilidades – e se libertar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s